Dicas pra fechar o ano com saldo positivo no banco

economize-dinheiro

Não, você não leu o título errado. Estamos em janeiro mas essas dicas são para fechar o ano no azul. Isso mesmo, começamos a colocar tudo em prática agora e colhemos o resultado ao longo do ano e quando dezembro chegar, será um fim de ano sem surpresas negativas.

Ainda aproveitando as resoluções de ano novo, janeiro é o mês ideal para refletir sobre as suas finanças e planejar o restante do ano. Claro que você pode fazer isso em qualquer época, mas eu particularmente me sinto mais motivada para essas coisas no comecinho. Antes de sentar e estabelecer metas financeiras é importante olhar para trás e observar como é o seu comportamento com o dinheiro. Não adianta você falar que vai poupar todo mês R$1000,00 se você termina o mês sempre com esse valor negativo.

Faça um panorama da sua situação financeira

Nesse sentido, olhando para trás percebi que 2016 foi um ano que evoluí muito nesse aspecto. Tive grandes escorregões, até comentei aqui no blog de umas crises de ansiedade que me fizeram fazer umas compras, mas que agora o autocontrole será maior. Olhando o meu comportamento, além de compras de roupa, o meu maior gargalo de dinheiro está na comida. Eu simplesmente amo comer e ultimamente a minha parcela de despesas relacionadas à alimentação aumentou muito. Além disso, também dei uma escorregada com a minha última viagem, em setembro para São Paulo. Eu não anotei os meus gastos e quando percebi tinha gastado um valor bem mais alto do que tinha imaginado. Não me arrependi porque fiz coisas que realmente queria, mas ficou a lição para as próximas viagens: juntar todo o dinheiro antes e pagar absolutamente tudo à vista.

Além de observar o seu comportamento, anote TODAS as suas dívidas, incluindo parcelas do cartão de crédito. Se possível, separe por categorias, assim você sabe pra onde deve destinar mais dinheiro. Isso é importante pra ajudar na quitação de todas elas. Afinal, não dá pra guardar dinheiro se você tem mil contas pra pagar. Depois de tudo anotado, verifique os juros e a quantidade de parcelas de cada uma delas, além da ordem de importância de cada conta. Assim você conseguirá programar quais pagamentos deverão ocorrer com prioridade.

Faça uma poupança programada

Comece com um valor mais baixo e conforme o seu orçamento for ficando mais folgado, você aumenta esse valor. O ideal é programar para o dia em que o salário cai, assim o dinheiro já entra na poupança e você esquece que ele existe e organiza o seu mês sem esse valor.

Tenha um controle de gastos por escrito

Pode ser no papel, em planilha de excel ou em aplicativo de controle de gastos. O importante é que absolutamente TODOS os seus gastos devem ser anotados, incluindo aqueles insignificantes de menos de 5 reais. Acredite, são essas coisas pequenas que fazem total diferença quando chega o fim do mês e você não sabe o que fez com o seu salário.

Eu comecei a ter controle financeiro utilizando o aplicativo Money Wise e como ele dá gráficos dos gastos, só assim passei a perceber a quantidade de dinheiro que gastava com cada categoria de coisas (transporte, alimentação, vestuário, lazer, etc). Durante um tempo abandonei o app e passei a usar planilhas do Drive e também foi uma boa solução.

Só compre algo quando você realmente amar

Quantas coisas você já comprou por impulso e não usou? Ou então comida que estragou na geladeira. Tudo isso é um desperdício enorme de dinheiro. Por isso, principalmente com desejos materiais, não compre por impulso. Se depois de algum tempo você continuar querendo aquele item e tiver certeza que vai ser útil pra você, aí sim pode comprar. Aproveite para se desfazer de coisas que não gosta e dê espaço livre para os seus ambientes e para a sua vida. Uma outra ideia bacana é anotar o que você quer comprar. Eu coloco tudo no Keep, aplicativo do Google. Sempre que quero algo vou lá e anoto na minha lista de compras, depois eu vejo se realmente vou querer e acredite, descarto a compra da maioria absoluta dos itens.

Avalie o uso do cartão de crédito

O cartão de crédito é maravilhoso e salva nossa vida em caso de perrengues? Sim. Mas ao mesmo tempo ele é uma armadilha cruel. Verifique se você realmente precisa do cartão, se não, passe um tempo sem. Depois você pode até voltar a utilizar, mas você verá o quanto é importante passar um tempo somente o dinheiro que você tem no banco. Além do mais, quando você paga com dinheiro e vê o montante acabando, costuma ser mais efetivo porque você visualiza o dinheiro saindo e vê o quanto que acaba rápido.

Cofrinho

Sim, eu sou muito adepta do cofrinho. Confesso que pago meu spotify todo mês só com as moedinhas que junto espalhadas pela casa. Nem tenho porta-moedas. É chegar em casa e colocar tudo no cofre. Parece pouca coisa mas quando você vai ver, tem um montante ali as vezes inacreditável. Aí vai da sua escolha, só abrir o cofre depois de determinado tempo ou fazer que nem eu, pagar contas pontuais e menores.

Qual o propósito disso tudo

Viver não é só economizar dinheiro. Também é gastar, só que gastar de uma forma mais inteligente e evitar apuros. Estabeleça a sua meta de fim de ano. Estou juntando dinheiro pra que? Com essa pergunta respondida fica mais fácil estabelecer os seus objetivos. Aliás, é importante ter um objetivo real e tangível. Também recomendo que você foque em uma coisa de cada vez. Exemplo: Quero pagar todas as minhas contas (objetivo 1) e depois quero viajar para determinado lugar (objetivo 2). Com a planilha feita, você saberá quanto tempo levará para que cada objetivo seu seja atingido.

Com essas dicas, espero que o 2017 – e todos os próximos anos – sejam bem prósperos, rentáveis e sem apertos! Conhece alguma dica que pode ajudar com planejamento financeiro? Me avisa aqui nos comentários.

Facebook Comments

2 Comment

  1. Amei as dicas! Organização sempre <3

    1. consumenos says: Responder

      Obrigada pelo comentário <3

Deixe uma resposta